Pesquisar este blog

segunda-feira, maio 03, 2010
























do sexo binário
ao complexo signo irrelevante da palavra
poderiam afirmar que “só o amor constrói”

das disputas seminais
ao fecundar de um óvulo maduro
poderiam afirmar que “só os mais fortes vencem”

da gonorréia venérea
à verborréia cíclica dos signos e afluentes
afirma Rita Lee que “sexo é animal, amor é bossa nova”

sou fruto de duas forças, Zeus me gerou e uma ninfa me concebeu
sou desavisado espermatozóide vencedor, perdido em nevralgias
antes não ter corrido, antes o cancro perdedor ao som de Sex Pistols!

2 comentários:

Marcio disse...

Caríssima Larissa,

És uma poeta fascinante. Tens um quê de Augusto dos Anjos misturado com Clarice Lispecotr que inebria qualque ser que te lê. Maravilhoso. Gostaria de convidá-la gentilmente a visitrar meu canto em http://emaranhadorufiniano.blogspot.com ler meus humildes poemas e se puder deixar por lá seus comentários que para mim seriam muito valiosos. Bjs!!!

Ramon Alcântara disse...

Somos o infinito que corre desvairado para o finito!