Pesquisar este blog

quinta-feira, agosto 09, 2012

sereno



















sim, é essa boca que beijou
que desdenha de seus mancos agora
não debulha pequenos milagres
nem lambe mais seus pés para ter paz

não chove nessa noite fresca
e a madrugada segue seca
a lua transborda lá fora
enquanto sangra mais um
entre tantos peitos feridos

sim, as mariposas continuam
buscando sonhos perfeitos na luz
dançam sobre as águas
e morrem afogadas antes
do raiar do dia.

2 comentários:

Pedro Luiz Da Cas Viegas disse...

Muito especial o trecho das mariposas. Lirismo expressando descontentamento, o que se justifica plenamente. Contrariamente do que acontece no Criaturas da Noite de O Terço, aqui há desesperança.

Que tal você conferir meu blog www.randomatizes.blogspot.com ?

Larissa Marques disse...

obrigada por visitar-me...