Pesquisar este blog

domingo, novembro 04, 2012

rasga em mim inquietude de Pagu

























que envolve minhas viscosidades
e preconiza a força de um ser em ebulição
quero gritar, e me calo
a palavra que me salvou de mim mesma
tomou-me a fala
consumiu-me em cada letra
quero-te leitmotiv
não tenho mais poesia.

2 comentários:

maria da glória perez delgado sanches disse...

Passeando conheço jóias como este blog: agradável, fácil leitura, entretém. São uma delícia os seus poemas e as imagens, altamente sensuais.
A partir de agora sou, também, sua seguidora.
Conheça também o meu espaço e siga-me:
Faça uma visita blogs disponíveis no perfil: http://www.blogger.com/profile/14087164358419572567
Pergunte, critique, comente.
Terei prazer em recebê-la.
Abraços e sucesso!

Larissa Marques disse...

grata, apareça, favorite, é um prazer escrever e ser lida!