Pesquisar este blog

quarta-feira, julho 11, 2007



perceber-se estopim de tudo
ai que uma faísca
ai que a explosão
cretina ponta, volúvel chama
que incendeia

percorre altiva seu caminho
de pó e pólvora
de um ponto pequeno
à expansão abrasiva
avassaladora

e de uma dor ínfima
ao prazer destrutivo
dilatam-se e unem-se
por um segundo
entre o ardor e a diluição

fracasso maior
é não querer ser o fogo
não se entender a gota
o cuspe, o escarro
ter na liga o todo

o poder de ser e findar
na ignorância do estalo

aniquilação.


RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS E A PROPRIEDADE INTELECTUALCopyright © 2007. É proibida a venda ou reprodução de qualquer parte do conteúdo deste site. Este texto está protegido por direitos autorais. A cópia não autorizada implica penalidades previstas na Lei 9.610/98.



8 comentários:

Lunna disse...

Perceber a mim mesma do outro lado de mim, no lado em que não vejo o reflexo que sou quando estou assim. Ausente.
Hoje sou apenas saudades, amanhã talvez serei mais...

Sua poesia está me deixando em hibernação. É o segundo poema que leio hoje e é o segundo que me atordoa.

Abraços meus a você...

Alexandre disse...

Todos nós somos explosões de múltiplas possibilidades!

Beijos!

ALF O Extasiado disse...

O fogo aniquila-nos.
um imenso prazer incendeia-nos.

A explosão logo vem.

Poema perfeito

:)

beijos

André L. Soares disse...

Boa noite! Excelente poema. Aliás, não apenas esse. O blog todo é de muito bom gosto e os textos são ótimos. Por enquanto li somente os últimos posts, como faço sempre na primeira vez que visito um blog. Excelentes mesmo! Depois voltarei para ler mais. Estou dando um ‘passeio geral’ pelos blogs relacionados à literatura, principalmente poesia e prosa. Gostei muito do seu blog. Vou adicioná-lo ao meu blog, bem como favoritá-lo no ‘blogblogs’, para que possa visitá-lo mais vezes. Quando puder, visite também meu blog, no endereço: [ http://poemasdeandreluis.blogspot.com ]. Sinta-se à vontade... a casa é sua,... e, gostando,... por favor, também adicione meu blog e, se for o caso, ao seu ‘blogblogs’, ‘techinorati’ etc. Vamos tentar ampliar a rede de intercâmbio artístico-cultural, influenciando-nos e aprendendo mutuamente. Grande abraço!

André L. Soares disse...

Boa tarde! Excelente esse poema. Aliás, não apenas esse. O blog todo é de muito bom gosto e os textos são ótimos. Por enquanto li somente os últimos posts, como faço sempre na primeira vez que visito um blog. Excelentes mesmo! Depois voltarei para ler mais. Estou dando um ‘passeio geral’ pelos blogs relacionados à literatura, principalmente poesia e prosa. Gostei muito do seu blog. Vou adicioná-lo ao meu blog (aliás, não só esse, mas também os seus outros blogs de poesia), bem como favoritá-lo no ‘blogblogs’, para que possa visitá-lo mais vezes. Quando puder, visite também meu blog, no endereço: [ http://poemasdeandreluis.blogspot.com ]. Sinta-se à vontade... a casa é sua,... e, gostando,... por favor, também adicione meu blog e, se for o caso, ao seu ‘blogblogs’, ‘techinorati’ etc. Vamos tentar ampliar a rede de intercâmbio artístico-cultural, influenciando-nos e aprendendo mutuamente. Grande abraço!

Edson Marques disse...

Larissa,

teus poemas encantam.


Sempre!


Abraços, flores, estrelas..


.

Cidadão Solitário. disse...

Bonitas palavras.

Abraços.

Antônio Alves disse...

Ao meu ver, o panteísmo spinoziano foi um achado, saber-se ínfimo e importante simultaneamente é uma descoberta tão surpreendente quanto o fogo. Abraços!


Antônio Alves
No Passeio Público
Postagens às quartas e domingos