Pesquisar este blog

quinta-feira, agosto 23, 2007

Aforos e desaforos

Aforos e desaforos
(série de aforismos para coleção de livretos Poesia Presente de Leandro Jardim)

Baudelaire

oro todas as noites
por suas flores
por seus paraísos
Amém!
....

Dia

que espanta a noite
com um beijo
beijo com nome de mulher
Aurora.
....

Noite

que sucumbe ao dia
dia que devora a noite
sem ter para onde ir.
....

Perdão!

toma o trago que te resta
e o destino que te cabe
não há justiça que prevaleça
nem perdão que permaneça.
....

Martírio

beijo casto na boca seca
estiada de entregas
dragada pela indiferença.
não desejando mais fugir.
...

Da fidelidade

de tanto sufocar as ânsias
todos hão de morrer
sem ar.
....

Vazio

ausência de tudo
dentro de um nada
que de tão vazio
é cheio de si.
...
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS E A PROPRIEDADE INTELECTUALCopyright © 2007. É proibida a venda ou reprodução de qualquer parte do conteúdo deste site. Este texto está protegido por direitos autorais. A cópia não autorizada implica penalidades previstas na Lei 9.610/98.

8 comentários:

alexandre disse...

Olá menina...como vão as coisas?
Anda meio sumida hein?!
Belo poema, belos aforismos, belo tudo!

beijos!

Edson Marques disse...

Larissa,



Aforos e Desaforos: adorei esse poema!

Exclamadamente!


Abraços, flores, estrelas..


.

Mão Branca disse...

já viu sua foto no meu blog?

Antônio Alves disse...

Gostei, gostei mais ainda do vazio. Abraços.


Antônio Alves
No Passeio Público
Postagens às quartas e domingos

Márcia(clarinha) disse...

Dia de cor
perfumado
tal qual
jardim de poesia.

beijos

Alê Namastê disse...

Muito bom!
Seu blog é feito de ótimas palavras.
Beijos*

Edson Marques disse...

Sempre te releio.

Deliciosamente.

Abraços flores estrelas..

14.10.07

Leandro Jardim disse...

Olha!

Tá ficando muito bom!!!!

Eu chamaria de "Aforismos e Desaforos", sabia? Rola e fica bão!