Pesquisar este blog

segunda-feira, abril 02, 2007

Amores narcisos

(foto Alex Costa)


Observar amores narcisos
Que precisam-se
Para sobreviver


Viver amores narcisos
Que deixam suas insanidades
Expostas, como fraturas
De terceiro grau,
Dilacerantes e encantadoras


Riem-se dos outros
Mas só vislumbram-se
Mutuamente


Tocar ódios narcisos
Pelas dependências recíprocas
Quase intocáveis
Morrer pecados narcisos
Olhando-se sem alcançarem
Suas imagens refletidas.


RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS E A PROPRIEDADE INTELECTUALCopyright © 2007. É proibida a venda ou reprodução de qualquer parte do conteúdo deste site. Este texto está protegido por direitos autorais. A cópia não autorizada implica penalidades previstas na Lei 9.610/98.


3 comentários:

Alexandre disse...

O Dever Narciso que nos obriga, desfaz e refaz muitas coisas.
Lindo!
Beijos!

Lunna disse...

Hummm! Acho que vou abraçar o silencio e pensar nas cenas que despertam em mim por um instante.
Beijos moça

Anônimo disse...

Imprimir estilo não é fácil, mas que as urbanidades estejam sempre com você!