Pesquisar este blog

segunda-feira, junho 05, 2006

Afogo-me em minhas memórias
Nas águas dos meus erros
Na lama dos meus pecados.
Nobres foram minhas buscas
Mas nem tanto minhas descobertas
É hora de voltar à tona
Respirar
Aqui é o meu lugar
Neste compasso do fim
Num minuto corpo
Noutro alma
Num minuto ar
Noutro água
Neste instante
Não quero sofrer
Deixo me levar
Num minuto sou eu,
Noutro não sou mais nada...
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS E A PROPRIEDADE INTELECTUALCopyright © 2006. É proibida a venda ou reprodução de qualquer parte do conteúdo deste site. Este texto está protegido por direitos autorais. A cópia não autorizada implica penalidades previstas na Lei 9.610/98.
Convido você leitor, para que visite meu blog de prosa:

11 comentários:

Alex disse...

Que maravilha, ainda bem que compartilha seus escritos!

Paty disse...

É uma descoberta, gostei muito.

Paty disse...

É uma descoberta, gostei muito.

Alda Corrêa disse...

E iremos sempre nos afogar...

Roberto Sampaio disse...

Se faz uma reveleção existêncialista e cravada de sentimentos, como um ver tudo em poucos segundos. Lindo!

Roberto Sampaio disse...

Se faz uma reveleção existêncialista e cravada de sentimentos, como um ver tudo em poucos segundos. Lindo!

Aerodrama disse...

Sempre me encanto com teus escritos!!!! E no final nada nos resta...... nem nós mesmos....

Um grande abraço,
Aerodrama.

Bill disse...

"Num minuto sou eu,
Noutro não sou mais nada..."

Pensamentos ao vento... Ideias no ar... Sou quem penso mais nem penso quem sou...

Nha que bom vir aqui =]

:*****

Augusto de Almeida disse...

"Deixo me levar
Num minuto sou eu,
Noutro não sou mais nada..."

Escreves bem meu anjo... ainda estou sem palavras para descrevê-la passarei aqui com um pouco de tempo e comentarei!
Agora são duas da manhã!

Beijos!

Alexandre disse...

Ser
Estar
Parecer
Permanecer
Ficar.
Ficar encantado com suas letras!

Anônimo disse...

What a great site, how do you build such a cool site, its excellent.
»