Pesquisar este blog

terça-feira, março 07, 2006


Pai...

Faça com que a saudade seja cada dia mais branda

E que quando não souber para onde ir que sua força
esteja em meu coração
E que quando sentir falta da sua mão amiga
que outra mão me segure firme
E que quando sentir falta do seu afago
que o vento toque suavemente meu rosto
E que quando sentir falta do seu abraço
que o sol traga o calor de seu colo amigo
E que quando sentir falta do seu cheiro
que o perfume da manhã se faça
E que quando sentir falta da sua presença
que tenham as suas palavras para me confortar
E que quando não sentir mais sua falta
que já esteja com você...
Epitáfio para meu pai: Edson Marques, falecido no dia 15 de abril de 2001.
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS E A PROPRIEDADE INTELECTUALCopyright © 2006. É proibida a venda ou reprodução de qualquer parte do conteúdo deste site.

2 comentários:

Maurélio Machado disse...

Amiga Larissa, que extraordinário poema, ah...se uma de minhas filhas me exaltasse desta maneira seria o maior presente que haveria de ter. É maravilhoso o carinho e a meiguice deste seu coração belo. Bjss

Mani disse...

Lindo Larissa, quando a dor encontra caminho para a poesia, para mim é o caminho da cura. Só a saudade - esse oco no peito, não tem cura. um abraço da visitante...