Pesquisar este blog

domingo, fevereiro 19, 2006


Equívoco
O amor não é nada mais que a escassez
De outro sentimento
Para explicar um momento
De grande abismo; estupidez.
O que é o amor sem data marcada,
Sem altivas falésias formadas,
Num tormento,
Na invalidez.
E o que seria desse sofrimento
Se não houvesse o contentamento
Da pessoa amada,
A sensatez.
E o que é o amor, senão
Peregrina ave que voa,
Que todos os corações povoa,
Que não se prende à toa
E não se afasta em vão.
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS E A PROPRIEDADE INTELECTUALCopyright © 2006. É proibida a venda ou reprodução de qualquer parte do conteúdo deste site.

2 comentários:

Carlos henrique disse...

O amor é a determinação da ilusão sobre nossas vidas para que cumpramos com os interesse da Natureza: ela só quer nossos filhos porque precisa efetivar a evolução.

Vássia Silveira disse...

Larissa, ainda não conhecia seu blog, só os textos postados no recanto das letras. Mas gostei muito daqui. Parabéns!